Friday, February 02, 2007

Hoje está a ser um daqueles dias muito pouco produtivos para estudar Química, uma vez que não importa quantas vezes leia uma página da maldita matéria, não consigo ficar com nada. Por isso pensei que mais valia deixar fingir que estudava e vir até aqui actualizar o blog, que não vê a luz do dia desde o natal.
Quanto à vertente cinematográfica da minha vidinha, não me posso queixar, tenho visto alguns filmes. De entre estes conta-se Blood Diamond, que lá tem algumas nomeações aos óscares, o que já é alguma coisa porque da lista dos nomeados deste ano não vi quase nada, pelo menos nas categorias principais, e é chato ver a cerimónia dos óscares sem ter nenhum filme para apoiar, ou para dissecar minuciosamente com sarcasmo, que é mais o que eu costumo fazer. Ainda hoje me lembro de quando Uma Mente Brilhante ganhou o óscar de Melhor Filme, a minha cabeça quase explodiu, e só não parti a televisão porque não era minha. Depois devo ter feito um belo discurso a explicar as diversas razões do meu ódio por esse filme, discurso esse que ou fascinou metade dos presentes (eu e o rigormortis), ou irritou a outra metade (M&Ms e Litha). Não posso agradar a gregos e troianos com os meus pontos de vista altamente desafiantes! :P Tenciono ver o Little Miss Sunshine e o Devil Wears Prada muito em breve, pelo que já são mais dois para a lista, e tenho esperança de algures durante a próxima conseguir ver o Pan's Labyrinth. Para este estou particularmente entusiasmada :)

Voltando aos filmes que tenho visto:

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Photobucket - Video and Image Hosting

Gostei bastante do Blood Diamond e do The Prestige, mas do Apocalypto nem tanto, e o The Covenant, bom, não aconselho ninguém a gastar 4 euros a ir ao cinema a vê-lo. Que caquinha de filme. Toda a gente por esta altura deve saber que gosto bastante de um bom filme mau - aliás, como vou voltar a dizer mais à frente - mas este nem sequer piada tinha. Os actores parecem todos saídos de um anúncio da Gant ou da Tommy Hilfiger, e sabem actuar tanto como eu... Podiam substituir todos os actores por tábuas de madeira que eu nem dava pela diferença. O filme parece uma mistura do filme O Feitiço (desta feita no masculino) com o Dragon Ball, e com resultados miseráveis. A história nem sequer faz muito sentido: tudo bem que o raio dos cachopos pelos vistos são descendentes das Bruxas de Salem, mas isso não explica muito bem a capacidade que eles têm de lançarem bolas de energia uns aos outros, de esvoaçarem pelos ares e alterarem a realidade a seu bel-prazer, com uma capacidade à qual eles chamam, simplesmente, de "poder". Está bem, pronto. É o poder. Cá pra mim nunca ouvi dizer que as Bruxas de Salem faziam coisas assim deste género, mas quem sou eu para questionar isso. Eu não tenho o poder. Foi xunga e francamente desengraçado, se bem que talvez se um dia o vir de madrugada com a companhia adequada, dê para rir; e esse é praticamente o único cenário em que considero ver este filme outra vez. Como li no Bloody Disgusting: "The Covenant may be The Craft with testicles but it certainly doesn’t have any balls. Just plenty of asses."

Mas destes filmes todos já vocês devem estar fartos de ouvir falar, e devem estar a perguntar-se que pérola é que eu vou descortinar a seguir.

Photobucket - Video and Image Hosting

The Breed! Um dos filmes de terror mais parvos que vi nos últimos tempos, e este sim, com alto potencial risível. A carne para canhão de um filme é um grupo de jovens (estudantes universitários e não do liceu, pelo que o filme aqui esforçou-se para quebrar o molde dos filmes teen, nitidamente), que são todos muito amigos, claro. Há apenas um pequeno atrito entre dois dos rapazes, que são irmãos, sendo que o mais velho é aventuroso e irreponsável (ele gosta bastante de sublinhar a sua própria irresponsabilidade) e o mais novo é um cócó que passa a vida agarrado aos seus livros de anatomia e fisiologia, dado que é estudante de medicina, e que gosta bastante de sublinhar o facto de andar sempre com o nariz metido nos livros. O atrito também pode ser porque o irmão mais novo apanhou os restos do irmão e agora anda com a ex-namorada dele. Não sei. Esta coisa das relações humanas ultrapassa-me. A dita namorada é a Michelle Rodriguez, bem conhecida pelo seu papel no Lost e por nos filmes andar ao murro com tudo o que mexa. Depois há ainda uma rapariga loira que não se percebe muito bem o que anda ali a fazer, e o típico "token black guy", cuja função é falar sobre gajedo, álcool, festas e ter reacções comicamente exacerbadas em relação ao que se passa naquela ilha. É também o desgraçado que morre primeiro (CHOQUE!!). Ora bem, e o que se passa naquela ilha, estarão vocês a perguntar. Naquela ilha há nada mais nada menos que um bando de cães geneticamente alterados para se tornarem assassinos. Sim, os cães são maus. Sim, os cães são inteligentes. Sim, a canalha está num sarilho do catano. A rapariga loira é a primeira a ser mordida e começa a ficar esquisita, mas de uma maneira que não interessa a ninguém, tipo primeiro está com suores frios, no dia a seguir está na maior, e lá mais para o fim fica meia bipolar e às tantas julga que é hipnotizadora de cães, uma confusão. Não compreendo como é que a mordidela do cão lhe fez aquilo tudo, mas pronto! Depois dessa primeira mordidela, os cães ficam atrevidos e vá de atacar à parva. A minha parte favorita foi quando eles descobriram que os cães roeram a corda que estava a prender o hidroavião deles ao porto para o hidroavião ficar fora de alcance; o irmão mais velho atirou-se à água para ir buscar o dito hidroavião, e o que é que nós vemos quando ele já está perto do avião? MOTHRFUCKING DOGS ON THE MOTHERFUCKING PLANE!! Os cães nas asas do avião à espera do gajo!! Esta cena, para mim, vai ficar na história. Lindo. O tanso do irmão mais velho tinha um arco e flecha, e parece ter uma pontaria decente (excepto da primeira vez que usou o dito, dessa vez a pontaria foi mesmo péssima), por isso não lhe seria difícil dar cabo dos cães todos com aquela treta, principalmente porque há muitas alturas no filme em que os cães estão apenas sentados fora da casa, à espera deles, com um ar amoroso, e nessa altura suponho que seria fácil espetar-lhes com uma flecha em cima. Mas assim o filme acabava num instante. Bom, o resto deixo á vossa imaginação, ou então tentem ver este filme, de preferência de madrugada e com um belo grupo de amigos, e o riso é garantido. Esqueci-me de referir o grande ponto positivo do filme, para mim, que é usarem cães verdadeiros e não uma merda qualquer de CGI =P

Ainda na vertente de cinema, revi esta semana o filme American Psycho, que é daqueles que quase nem dou conta de quantas vezes o vejo, mas já deve ir seguramente pelas 53, ou assim. Não percebo como é que há tanta gente que não gosta do filme, para mim o filme está repleto de humor negro, sarcasmo, sátira social... alguém que veja nisto um puro filme "slasher", ou nem sei como lhe chamar, certamente não irá gostar, mas é daqueles filmes que é preciso absorver em todas as vertentes =D Aquele Patrick Bateman...
Photobucket - Video and Image Hosting

Um dos filmes que espero com grande curiosidade e entusiasmo para este 2007 é 300, um filme baseado numa graphic novel do xor Frank Miller (autor da série Sin City). Já vi o trailer umas 347 vezes, e tem bom aspecto!
Photobucket - Video and Image Hosting


Deixo-vos com um videoclip desse maravilhoso artista que é o José Cid. Porquê? Porque posso.

4 comments:

Black Math said...

hoje não sei porquê passei pelo meu blog.. a muito k não metia lá os pés.. para deparar que a Drª.Slayer deixou la uns belos de uns comments.. por isso pensei pa mim mesmo.. ora afinal alguem ainda ve isto.. deixa então fazer uma nova entrada.. e la coloqueo mais duas ou tres linhas de texto.... and i was happy.... claro que depois saltei até ao teu blog... para deparar como MELHOR POST EVER !!!.....like... EVER !!! sabes que mais ? aixo mesmo que deveria de existir na Premiere um espaço da Slayer para falares da xungaria que vai por este cinema a fora.. you got the tallent girl.. well.. ya made me laugh i can tell you that.. nada melhor quando se ve um filme com um bando de cães geneticamente alterados para se tornarem assassinos.. NOD!

Quanto ao 300 já sabes que tamebm tou expectante.. fuck yeah !

desses filmes so vi mesmo o Apocalypto.. yes.. you also know i really enjoy watching that one..

quanto ao Patrick Bateman... bem.. nem falo.. que ainda te começas a babar pa cima do teclado e tal.. hahaha.. i cant also talk about him... im drolling all over my keyboard also.. awwwww

O_O

a ver se vou hoje ver o The Prestige..

e é tudo.. agora vou ouvir mais um cadito da radio ermesinde.. QUE TA NA ALTURA DOS DISCOS PEDIDOS !!! BANCES LIKE THERS NO TOMORROW !!

Black Math said...

outro comentario porque.. bem.. nõ tinha visto o video antes.. e ... HAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!

hahahaha...god.. the 70's where some fuking weird times..
já não se fazem letras de amor que metam coisas como..
"não sei o que fazer, faz-me favas com chouriço"

olha.. vou trautear isso todo o dia agora..

lai lai faz-me favas.. com quê? com shouriço lai la la laaaa..

Carapaus com Chantilly said...

The Breed... quero a minha hora e meia de volta... Tão casualmente amputada da minha vida... snif...

ML

nakamura_michiyo said...

CC: não deu sequer para te rires? não? :( eu por acaso fartei-me de rir... não posso dizer que tenha pena de ter visto o filme pois foi melhor que muita comédia que por aí anda!