Monday, September 05, 2005

Nakamura - The Return

Muahahah I'm back >=) Passei uns grandiosos dias enquanto estive fora daqui. Tão grandiosos que nem senti a falta do meu computador nem nada xD lol Praticamente não dava para sentir a falta de coisa nenhuma, porque estes tempos sempre foram eleitos As Duas Semanas Mais Rápidas do Ano. Muita praia, muita música, muita conversa e tudo passa num instante. E além de tudo isso ainda dava para vermos uns filmes na TV, dobrados em espanhol lol Vimos o Se7en, Resident Evil, Final Destination, e um outro um bocado idiota que tinha qualquer coisa a ver com extraterrestres, mas eu e o Dragon adormecemos entretanto e não chegamos a perceber muito bem qual era a história do filme. Suspeito que não perdemos nada :P Para além dos filmes, passava na TV um programa de apanhados simplesmente genial. Nós desmanchávamo-nos a rir com aquilo. Era o "Just For Laughs: Gags". Era do melhor. Eu nem acho grande piada a apanhados, mas estes eram mesmo sensacionais. Havia de dar aqui, em vez da merda dos apanhados portugueses... Outra coisa que dava lá e que, confesso, nós gostávamos de ver, era nada mais nada menos que Operácion Triunfo. Sim, eu sei, chunguice, mas era de partir o côco. Quando os gajos tinham músicas em inglês, era de uma pessoa se escangalhar a rir, os espanhóis não têm mesmo jeito para falar outras línguas xD E um dos professores era uma peça do caraças, era o de interpretação, o gajo era mesmo à chapada quando a música não estava a sair como deve ser :D, e além disso ele tinha uma cara de partir a rir. Quanto a música, ainda bem que temos o hábito de levar sempre a nossa, senão ficávamos condenados a ouvir o "Gasolina", "La Tortura", e outras bodegas que tais, que é quase só o que se ouve em Espanha, e se eu disser que essas 2 devem ser das melhores músicas que lá andam, então já se vê o nível de parolagem musical em que os nuestros hermanos estão mergulhados. Para aí a meio das férias, o meu irmão decidiu comprar a banda sonora dos Fantastic Four, e ficamos condenados a ouvir aquilo para o resto das férias. De vez em quando, íamos pôr as colunas na varanda, punhamos o som no máximo, e deixávamos aquilo estar a tocar o som assim, tipo azeiteiros lol. É a nossa natureza altruísta, gostamos de partilhar a nossa música com toda a gente ^_^ Quase todos os dias ficávamos na conversa pela noite dentro, custava levantar de manhã, mas havia sempre a tarde para as siestas :) A praia esteve tão boa como sempre. Este ano apareceu por lá um par de medusas muito estranho, eram grandes, tinham um diâmetro para aí de 20 ou 25 cm, castanhas e com tentáculos azuis. Nunca tinha visto nenhumas como aquelas. A minha experiência com medusas resume-se aos pequenos ataques que sofri dos demoniozinhos. Aqui há uns anos, nas férias, houve uma invasão de alforrecas pequeninas, e não havia altura em que não se entrasse na água e em que não se acabasse por sair aos saltos com alguma desgraçada agarrada a uma perna ou braço (sim, era um bocado doloroso :\). Estas tinham aparecido com uma corrente fria, como na altura reparamos. Este ano, tinha eu ido com o Dragon dar uma voltinha pelo mar fora, quando começamos a sentir frio nos pés, e sendo que na altura estávamos parados numa parte em que estávamos longe de ter pé, o frio estava a vir do fundo. Fomos ao fundo ver se era mesmo frio ou impressão nossa (porque quando vamos dar estas voltas pelo mar, estamos sempre a ter impressão de alguma coisa, tipo barulhos e sombras, e invariavelmente acabamos a falar de pessoas que foram atacadas por tubarões), e perto da areia a água estava mesmo gelada. Pensamos logo nas medusas, e tratamos de voltar para trás, porque se nos aparecesse uma naquela zona, e tivéssemos a infelicidade de ela nos tocar, ia ser complicado nadar de volta até à costa. Lá chegamos à costa, e um bocado mais tarde, já a corrente de água fria lá tinha chegado. A água foi arrefecendo de baixo para cima, e quando já estava muito mais fria que o normal, reparamos numa certa agitação numa família que andava num colchão insuflável uns metros para o nosso lado. A família pirou-se do mar como o diabo da cruz lol um bocado depois, um outro casal que lá estava também deu sinais de estar a ver alguma coisa, por isso fomos lá, viu-se que era a alforreca, e apanhou-se a criatura com uma prancha de body board. O raio do bicho era grande, se aquela merda tocasse em alguém era certo que ia resultar numas dores do caraças. Por isso levamo-la para longe no areal, e enterramo-la num buraco :\ No dia seguinte apareceu outra, mas por sorte a "invasão" ficou-se por aí. Fomos pela 4ª vez ao parque de diversões de lá, já conhecemos aquilo de uma ponta à outra, mas geralmente todos os anos abre uma diversão nova e temos de ir lá experimentar. Este ano foi a primeira vez que fraquejei e não entrei num diversão. Normalmente ando em tudo, montanhas russas com loopings e sem loopings, invertidas ou normais, queda livre, seja o que for, mas neste bicho não andei. Não sei sequer como explicar como raio era aquilo :\ Era uma espécie de um pêndulo com uns 20 metros de altura, e em baixo, tinha uma roda com as cadeiras para as pessoas se sentarem, do lado de fora da roda. Depois, basicamente, a roda girava, e o pêndulo oscilava bastante rapidamente até chegar a fazer um ângulo de 120º com o chão. Então a pessoa andava ali a girar e a pendular a sei lá que velocidade. Obviamente que por palavras não dá para explicar, estou a ler o que escrevi e parece uma porcaria mesmo coninhas, mas não me consegui mesmo convencer a ir. Andei o dia todo numa de "Vou; não vou; vou; não vou", mas quando cheguei ao pé daquilo, nem consegui ir para a fila. Preferi dar parte de fraca e nem sequer ir U_U Vou ter de andar a ganhar coragem para o ano que vem :P Para além de todas as coisas em que andamos, ainda fizemos uma figurinha jeitosa. Depois de termos saído das 3 ou 4 voltas consecutivas que demos numa das diversões de água e, consequentemente, termos saído encharcados, reparamos que era quase meia noite, a hora do parque fechar, e ainda tínhamos mais umas voltinhas a dar em diversões que eram exactamente no lado oposto do parque. Que podíamos nós fazer senão... desatar a correr que nem uns dementes. O parque começava a ficar escuro, as pessoas já tinham todas saído daquela zona, atravessamos a correr partes do parque que já estavam absolutamente sem luz e sem ninguém pois já tudo estava a ir para a entrada para ver o fogo de artifício de encerramento. Parecia um cenário pos-apocalíptico, tudo deserto e escuro e nós a correr por lá fora, com a roupa encharcada :P A má notícia é que corremos imenso e toda a gente sabe que não sou muito de corridas. A boa notícia é que ainda conseguimos dar as tais voltas ^_^
Bom, foram umas férias em grande, muito embora tenham sabido a pouco. Parece que cada ano que passa uma pessoa tem menos e menos férias... :\

1 comment:

XTG said...

i'm glad you're having fun ^^ ***