Thursday, December 16, 2004

It's time for a brand new post

Hoje nao e um daqueles dias em que me apetece escrever, e escrever, e escrever, mas vou postar porque já estava com saudades. E que hoje foi o ultimo dia de aulas (nao tecnicamente, porque amanha ainda tenho aulas, mas nao tenciono por la os pes) e estou-me a sentir particularmente preguicosa. So me apetece ir espetar-me no sofa, estilo vegetal, e ficar a fazer zapping durante duas horas lol Mas ca estou eu, a combater os acessos de preguica, e a ver se descubro qualquer coisa interessante (e nao muito complexa, porque as engrenagens do meu cerebro parecem ter entrado em greve, e portanto qualquer coisa semelhante a uma prosa inteligente e cuidada sera algo que nao vao encontrar aqui, sorry to disappoint you) para dizer.
No sabado passado, o gang veio jantar a minha casa. Deram-me as prendinhas, uma das quais o Johnny, pelo qual eu ja suspirava ha uma semana, e foi muito emocionante ve-lo de novo ^^ Um dos membros do gang acabou com a sua cara metade e portanto tivemos algumas break-up conversations. Eu nunca sei o que hei-de dizer as pessoas. Neste caso so me apetecia dizer "Hey, you're better off anyway!" mas como me pareceu que isso nao ia ajudar, calei-me. Nao vou por ai porque nao estou com cabeca para pensar na complexidade destas relacoes e posso acabar a dizer enormes disparates lol Para abreviar, acho que o "You're better off anyway" era o que estava prestes a escapar da boca de todos nos. Escapou da do rigormortis, claro lol mas se eu tambem dissesse o mesmo ja nao conseguia escapar ao inquerito do "Mas porque e que dizes isso? Nao gostavas dele, era? O que e que achavas de mal? Ele vestia-se mal? Cheirava mal da boca? Tinha um cabelo feio? Andava com demasiados trocos na carteira?" e coisas do genero a que ele teve de responder (e eu tambem, por acrescimo, mas numa versao abreviada). E que para alguem dizer "You're better off" esta-se a partir de um pressuposto de que ha algo de errado com a outra pessoa, e portanto a nossa amiga ex-companheira dessa pessoa apresenta-nos um inquerito em que basicamente o que temos de fazer e dizer o que e que havia de errado com essa pessoa. Ora, eu nao acho que houvesse nada de particularmente errado com a outra pessoa (haver havia, todos nos temos coisas erradas, eu entao... lol)... mas a coisa nao estava a dar, entao you're better off. Depois de tanto esforço, de tanto tempo, de tanto cansaco e sofrimento aquilo nao resulta; hey, open your eyes... maybe you're better off. E depois tambem tenho sempre medo de uma cena, tipo uma que aconteceu no Seinfeld. O Kramer ia acabar com a namorada dele, disse ao Seinfeld e a Elaine, e eles desataram a dizer mal da gaja, a dizer que nao sabiam como e que o Kramer tinha aguentado tanto tempo com ela, etc. Depois o Kramer acaba por nao acabar com ela, voltam a ficar juntos, e depois ele diz ao Seinfeld e a Elaine que nao se esquece das coisas que eles disseram dela, e que nunca mais fala com eles... lol

"Kramer: I can't, I gotta get this Ellen out of my life.
Jerry: You're breaking up?
Kramer: Oh ho ho ho yeah, the sooner the better. I can't wait to do it. You know how there's some people you worry about whether you're going to hurt their feelings? With her, I'm looking forward to it. I'd like to get it on video,watch it in slow motion and freeze frame it. Oh ho, yeah.
Elaine: Kramer, I don't know how you lasted as long as you did.
Kramer: Woah, you didn't like her?
Elaine: If you could see her personality it would be like one of the ElephantMan exhibits, you know where they pull off the sheet and everyone gasps.
Jerry: I can't believe someone hasn't killed her yet.
Kramer: How come you never said anything?
Jerry: You can't tell someone how you feel about their girlfriend until afterthey stop seeing them.
(...)

Kramer: I went back with Ellen.
Jerry and Elaine: Ohhhhh, that's great.
Elaine: Terrific.
Jerry: Yeah, I really think you guys are good together.
Elaine: Yes, she understands you and she is not demanding.
Kramer: Do you think that I forgot what you two said about her?
Jerry: I was just trying to be supportive, you know. I knew you were upset.
Kramer: From now on when we pass each other in the hall, I don't know you, youdon't know me.
Elaine: Oh, Kramer, we didn't mean it.
Jerry: What are you doing?
Kramer: I'm getting my pot.
Kramer grabs a put from under the counter and walks out.
Elaine: Kramer, we like her.
Jerry: Kramer? What did we say that's so bad?
Elaine: I believe I referred to her personality as a potential science exhibit.
Jerry: I said, "How come no one's killed her?" Probably shouldn't have said anything, everyone knows the first break-up never takes."
E que ja me aconteceu lolol Enfim, as separaçoes sao complicadas ate para os amigos do casal :P A M&Ms e que sabia muito bem o que estava a dizer, eu e o rigormortis refugiamo-nos no Capcom vs. SNK para vermos se nao eramos obrigados a dizer mais nada. Afinal o que e que se diz?? Nao percebo nada de pessoas :\ Depois de todas estas conversas, estivemos a ver o DVD do Gato Fedorento, e basicamente na descontra, foi muito bom.
Tenho de falar sobre algo que presenciei hoje e que foi deveras assustador. Estava eu com o Vicio e a Porphyra a caminho dos Leoes, muito na nossa e tal, quando, ao virarmos a esquina para nos dirigirmos aos Leoes, nos deparamos com uma cena surreal: para ai 200 idosos, de gorro de Pai Natal enfiado e camisolas iguais, em filas em frente aos Leoes e a fazerem movimentos esquisitos ao som de uma musica estranha (parecia oriental). Ficamos os 3 parados durante uns momentos, olhos arregalados de terror e boca muda de espanto, sem sabermos o que seria aquilo. A medida que fomos conseguindo pensar mais racionalmente, apercebemo-nos de que estava um individuo vestido de branco em cima de um palanque a conduzir os movimentos dos velhotes. Eles estavam todos sincronizados, a musica dava a cena uma dimensao muito estranha e o "guru" de branco era mesmo sinistro. Parecia cena de filme. Avistamos a Pura, a Timli, a Mickette Porsche e o Micks a porta dos Leoes, a olharem embasbacados para o mesmo que nos (como era possivel nao olhar para 200 velhotes a fazerem movimentos de anca esquisitos?). Saltamos e pulamos para ver se eles nos avistavamos (nao podiamos ir ate la, os velhotes cercavam tudo lol) e depois de estarmos uns bons 5 minutos a fazer figuras tristes, a Mickette Porsche viu-nos e conduziu-os ate nos. A primeira coisa que o Micks disse foi um comentario sobre como tudo aquilo era assustador, ao que eu e o Vicio prontamente concordamos, e fomos logo censurados pela Pura e pela Mickette Porsche, que acahvam tudo aquilo muito bom e muito bonito. Nos explicamos que a ideia era boa, sim senhor, e que fazia bem aos idosos estarem a fazer desporto, e conviviam e estavam todos felizes, mas que o cenario, e principalmente o "guru", era muito estranho. Como disse o Micks, fazia lembrar uma seita de suicidios em massa. Estava-se mesmo a espera que dai a nada o "guru" mandasse toda a gente atirar-se de cabeca para o lago :P Era como se os velhotes estivessem sob o total controlo do "guru", um exercito de idosos a merce de um louco, que coisa temerosa. Foi uma coisa que so vista, portanto e dificil escrever sobre ela...
Para acabar, so uma coisa: ja podem ter reparado que estou a escrever tudo sem acentos e sem c cedilhado. Isso e porque este template parece ter dificuldades em aceitar os pobres dos acentos, e portanto quando se poe acenos numa palavra, ele prontamente substitui a letra com o dito acento por um simbolo esquisitoide... Por isso, adeus acentos. Nao pensem que sou eu que sou analfabeta e nao sei escrever como deve ser :P

5 comments:

citcat said...

Prometi que comentava e aqui estou...
Quem me dera ter visto a cena dos velhinhos, espero que a porphyra tenha tirado fotos... Não sei como consegues ter tempo para sequer respirares com tanto que escreves. bjs

Anonymous said...

Eu com tantas letras juntas começo a ficar maluco e a trocar as linhas onde estou a ler, desculpa é defeito meu, visto que n li tudo, etou aqui para testemunhar que tu NÃO ÉS ANALFABETA!...dado isto acabo agora =))
Jocas e até!

aguadeiro

music2004 said...

O seinfeld é sem duvida a melhor serie!!!!!!

TF said...

Só venho aqui como testemunha, dizer que de facto também avistei a imitação colectiva de Tai Chi Chuan ao som de música pseudo-relax. Não quero duvidem da descrição da Nakamura.
Aquilo foi mesmo assustador. Aqueles barretes de Pai Natal..... Aaahhh, the horror! :P

XTG said...

"Mas porque e que dizes isso? Nao gostavas dele, era? O que e que achavas de mal? Ele vestia-se mal? Cheirava mal da boca? Tinha um cabelo feio? Andava com demasiados trocos na carteira?" ---> LOLLOLOOLL, é por estas e por outras que tento andar com poucos trocos na carteira :p

As relações humanas são uma merda, the end :p

***