Sunday, September 26, 2004

Quinta-Feira

Quinta começou cedo de mais, às 6h30 da manhã levantei-me, ainda remelosa, e arranjei-me para ir para a faculdade. A estas horas, o pequeno almoço nem cai bem por isso dispensei. Cheguei à faculdade às oito, tinha aula às 8h30, mas tinha encontrado o Tone no autocarro e por isso sabia que tinha companhia até a aula começar. A aula era de Biologia e Desenvolvimento Vegetal prática, e nem sequer era a minha turma, acontece que a minha turma é à sexta e eu não ia poder ir por assuntos de força maior (*cof* praxe *cof*), portanto mais valia levantar-me às 6h30 do que ter falta a uma prática – coisa que já me aconteceu em relação a Ecologia e Conservação do Meio Ambiente. A profe foi simpática e deixou-me ficar, apesar de a aula já estar um bocado lotada. Agora interessante é que não posso dizer que foi :P Tipo olhar para sementes ao microscópio não é propriamente a minha ideia de diversão. Malditas plantas, ocupam a maior parte das cadeiras >=( Porque é que não podemos ter mais cadeiras sobre animais? É tudo tão mais interessante do que nas plantas. Durante um grande tempo, na minha mesa esteve-se a discutir não a diferenciação celular dos cotilédones das várias sementes, mas sim os cereais Weetabix, que pelos vistos o Tone não conhecia.

Quando a aula acabou, fomos até ao bar de Química comer alguma coisa – e eu fazer horas para ir ter com a M&Ms. O pessoal que estava comigo foi para o autocarro, porque íamos ter uma aula teórica nos Leões (aula essa a que eu estrategicamente ia faltar), e eu fiquei no campo alegre. Daí a pouco recebo mensagem da M&Ms a dizer que estava no bar de Química mas não me via, lá fui eu para lá apenas para descobrir que ela já tinha chegado ao pólo para aí há 20 minutos e era ela que tinha estado à minha espera e não eu à espera dela, como eu pensava :P Estávamos nós a discutir assuntos extremamente importantes, quando avistamos o rigormortis a entrar na faculdade... Isto nem de propósito. Ele veio ter connosco e disse que estava mesmo a encaminhar-se para uma aula, mas que já tencionava chegar atrasado de qualquer maneira, portanto podia estar na conversa um bocado. Claro que mal ele chegou a conversa virou-se logo para o cinema, afinal estávamos no dia de estreia do “The Village”, pelo qual aguardávamos ansiosamente há algum tempo. Isso conduziu-nos a um dilema, que foi que sexta não podiamos ir ver porque a Litha informou-nos de que sexta iria estar demasiado cansada e que sábado ia estar ocupada com god-knows-what e também não ia dar. Domingo era a M&Ms que não podia, e a nossa clássica ida ao cinema semanal estava em risco *gulp*. Felizmente, e como nós somos pessoas de recursos, encontramos uma solução. Nenhum de nós tinha aulas à tarde nesse dia, portanto nada mais fácil do que ir ao Bom Sucesso ver o filme. A dúvida era se o filme estaria lá, mas o rigormortis disse que no fim da aula dele passava por lá e logo nos avisava. Ele foi para a aula e eu fiquei com a M&Ms até ao meio-dia, hora a que começava uma aula dela, e depois disso fui para os Leões. Ainda faltava uma meia hora para a aula que eu estava a ter acabar, portanto fui até à sala dos computadores e aproveitei para cuscar os horários do “The Village” no Bom Sucesso. Havia uma sessão às 17h, não podia estar melhor! Informei-os logo, e combinei encontrar-me com a M&Ms às 15h nos Leões, porque ela ia ter uma aula lá perto que acabava às 15h e eu ainda ia ter de comer e tratar de umas fotocópias na Editorial, que só abre às 14h, e a quantidade de cenas que eu tinha de tirar era tão grande que decerto muito antes das 15h não estava despachada. A M&Ms também precisava de ir às fotocópias mas no Campo Alegre, por isso depois íamos ter de ir para lá. Fast Forward pelo almoço e pela odisseia das fotocópias (devo ter ficado com uma lesão na coluna de carregar com tanta fotocópia para trás e para a frente, e nem sequer trouxe metade do que encomendei :\) e às 15h e qualquer coisa lá chegou a M&Ms. Autocarro, viagem, muito calor e finalmente Campo Alegre. A porcaria da cena das fotocópias estava cheia de people :\ Ela lá se pôs na fila, entretanto o rigormortis chegou e vagueamos um bocado pelo departamento de Química à procura de uma máquina para tirar bebidas, mas acabamos por ir comprar ao bar. Bebemos, conversamos, e a pobre da M&Ms enterrada em fotocópias parecia não se ir safar assim tão em breve. Acabou por sair perto das quatro, e tal como eu não trouxe tudo o que tinha a trazer. A seguir decidimos dar uma passadinha por Psicologia para vermos o que a Litha andava a fazer. Chegamos lá e aquilo estava cheio de povo trajado espalhado pela relva, a praxarem 5 ou 6 caloiros e o resto também andava espalhado pela relva :P Uma visão deveras estranha, mas pronto. O rigormortis entrou por lá fora todo lançado, mas eu e a M&ms não quisemos ir, quero dizer, estávamos destrajadas, não íamos interromper a praxe deles. Tentamos telefonar à Litha, mas ela ou estava a ser praxada e não ouviu (o que duvido) ou então não lhe apeteceu atender. Já estávamos a perder muito tempo da nossa vida e portanto pusemo-nos a andar para o Bom Sucesso. A primeira cena foi termos de andar a percorrer todos os andares à procura de uma máquina multibanco funcional. Uma não deixava os cartões entrar, outra só tinha notas de 50 euros... Foi uma trabalheira andarmos lá de andar em andar, a subir e a descer, e eu e a M&Ms a carregarmos toneladas de fotocópias :P O próximo passo foi comprar mantimentos. Fomos ao Froiz e compramos um chocolate Crunch, um pacote de Brownies, e bebidas esquisitóides: Schweppes de laranja para o rigormortis, Trinaranjus de maracujá para a M&Ms e qualquer merda de maçã para mim – isto é fora do normal porque nós compramos sempre coca-cola ou ice tea, e desta vez decidimos todos experimentar umas cenas esquisóides. Enfiamos tudo para dentro da minha mochila (que já estava pouco cheia :P), eu mal me conseguia arrastar com aquele peso todo mas com um bocado de esforço lá consegui movimentar-me até ao último andar, onde é a bilheteira. Bilhetes e entramos para a sala. Finalmente íamos ver:

Fizemos um vasqueiral dos diabos a tirar as cenas da mochila, abrir as latas e não sei quê, e só nos dava para rir. Ao início, não sei porquê, só me dava vontade de rir e de fazer comentários. Estávamos um bocado hiperactivos :\ Seria de termos bebidas fora do vulgar para nós? O filme em si desiludiu-me um pouco, mas não posso dizer porquê senão estragava tudo àqueles de vocês que ainda não viram... Mas é um bom filme e recomenda-se. No fim eu decidi ir com eles de comboio para casa, que é uma coisa que nunca faço, mas estávamos todos em alta e já agora aproveitava-se a companhia até ao fim. Tivemos uma discussão (em que estávamos todos de acordo, por isso não sei se poderá ser exactamente chamado de discussão) sobre “as pessoas de hoje em dia não têm assunto” e falamos sobre isso durante a viagem toda, chegando à conclusão que nós temos molhos de assunto e é por isso que não conseguimos viver uns sem os outros hehehe Foi combinado mais um encontro para o dia seguinte (weeeeeeeeee!) e depois vim para casa.
Não percam a sexta feira :)

1 comment:

XTG said...

Eu cá gostei :)
Weetabix não sabe a nada, mas ainda me lembro da música do anuncio na TV lol, já lá vão anos :p